Background

O tratamento endoscópico primário da obesidade vem se tornando terapia padrão nos casos onde a doença se apresenta em seus estágios iniciais (graus I e grau II sem comorbidades). A gastroplastia endoscópica, com a realização de suturas em planos totais com uso do sistema Apollo Overstich, é uma terapia relativamente nova e promissora, que permite ao paciente uma perda de 20% do peso total e com uma manutenção do tubo gástrico de 2 anos ao menos em 80% dos pacientes, segundo série realizada na Europa. OBJETIVO: demonstrar a metodologia através de vídeo do primeiro protocolo de estudos realizado no Brasil para emprego da gastroplastia endoscópica.

Methods

o vídeo demonstra o primeiro ESG de um total de 30 pacientes que serão submetidos a técnica. O protocolo de estudos em questão esta sendo conduzido na Faculdade de Medicina do ABC – Santo André/SP sob o número de registro no Clinical Trials: NCT03088332. Após posicionamento do paciente em decúbito lateral esquerdo e sob anestesia geral com IOT o procedimento se iniciou com realização de pontos ao nível de incisura angularis até, aproximadamente, 3 cm abaixo da transição esofagogástrica. Cada sutura em U foi feita com 6 pontos dados na seguinte sequencia: parede anterior->grande curvatura->parede posterior->parede posterior 2 cm proximal->grande curvatura->parede anterior.

Results

o procedimento foi realizado dentro de um tempo de 60 min sem complicações. Após o procedimento o o paciente evoluiu bem, sem dor e recebeu alta hospitalar após 12 horas, com exame de seriografia com contraste iodado evidenciando tuneilização gástrica que se manteve em novo exame realizado 1 semana após.

Conclusions

a metodologia empregada no protocolo de estudos da FMABC/Brasil mostrou-se factível, com bom tempo de procedimento e reprodutível, alcançando o objetivo anatômico da técnica de tubulização gástrica endoscópica através da sutura com Apollo Overstich.